A IMPORTÂNCIA EM SE CONHECER O VALOR DO SEU NEGÓCIO

setembro 29, 2020

Muitas vezes o empreendedor se depara com uma dúvida na cabeça: quanto vale a minha empresa? Um negócio vale o quanto ele ainda pode crescer e essa é uma importante lição para empresários e empreendedores de todos os ramos.

Valuation é um termo em inglês para Avaliação de Empresas, que é um conjunto de métodos financeiros para determinar o valor justo de um negócio. Especialmente em tempos como os atuais (de crise), passa a ser uma ótima ferramenta para avaliar se o dinheiro investido na empresa trouxe resultados concretos para seu crescimento ou se foi apenas uma forma de mantê-la aberta e funcionando.

Quais as aplicações para o valuation nas empresas?

Se aplica em alguns casos, sendo eles: análises de desempenho, compra e venda de empresas, negociação de participação entre sócios, dissolução de sociedades e demandas judiciais.

Análise de Desempenho

Quanto ao primeiro, é possível por meio dessa análise aprofundar os conhecimentos sobre a produção da empresa e sua dinâmica. Na grande parte dos casos, torna-se possível encontrar com exatidão quais são os itens que valorizam a empresa no mercado e quais são aqueles que a fazem valer menos.

Isso pode ser interessantíssimo do ponto administrativo, pois oferece uma visão mais clara da estratégia que deve ser seguida para que a companhia se fortaleça, se diferencie competitivamente e alavanque seu crescimento tanto na produção quanto no valor de mercado.

Além disso, empresas crescentes ou startups situadas no mercado, podem gerar expectativas futuras de geração de caixa, com criação de valor e geração de reservas. Para isso sócios e gestores podem testar o valor gerado pela expectativa e saber o quanto de valor gerou para aquela empresa.

Qual valor de expectativa foi gerado para empresa ao longo de anos? Qual o desempenho sobre o proposito inicial? Quanto valeu o esforço e dedicação para fazer a empresa crescer e criar valor?

Compra e venda de empresas

Além disso, caso haja a necessidade de compra ou venda da parte de um dos sócios, o valuation serve como balizador do preço a ser pago de forma justa, sem prejudicar nenhum dos envolvidos e garantindo bons negócios.

Inúmeras transações na compra de venda de empresas ocorrem todos os dias, porém existe uma defasagem muito grande sobre o valor justo. O valor justo de mercado possibilita quebrar a regra do valor sentimental por parte do Vendedor e também elimina o oportunismo ou risco de pagar mais caro por um ativo (Empresa). Portanto, qual valor justo de uma empresa para que o Vendedor consiga uma excelente venda e que Comprador pague um valor real de negócio?

negociação de participação entre sócios

Quanto a negociação de participação entre sócios, tem-se que algumas empresas podem crescer rapidamente ou se tornam tradicionais e ganham valor ao passar dos anos. A empresa não abre para ter um prazo determinado, mas os sócios podem decidir em deixar sua participação para terceiros ou até mesmo negociar com outros sócios. Mas qual valor será justo no momento que uma parte vender sua participação para outra?

Dissolução de sociedades e demandas judiciais

A Sociedade constituída na criação da empresa é uma analogia ao casamento, enquanto tudo estiver bom para as partes, tudo será mil maravilhas. Uma sociedade poderá a qualquer chegar ao ponto da separação ou dissolução, assim que não atender as expectativas dentre os sócios. Mas qual valor foi gerado para essa empresa? Qual o valor justo para realizar os ativos ou vender a empresa em funcionamento?

Muitas empresas são criadas por casais, filhos e parentes. Em razão de separação entre o casal ou processo de inventário, cabe a solicitação de uma Avaliação da Empresa, para que partilha e participações sejam ajustadas. Empresas familiares estão sujeitas a ações inesperadas, sem planejar.

Qual o método mais utilizado?

O método em que se avalia a perspectiva futura dos retornos é “Fluxo de Caixa Descontado”. Este método, além de ser o mais comumente utilizado, tende a ser mais “justo”, uma vez que procura chegar ao valor que realmente aquele negócio irá gerar ao longo do tempo.

Imagine que você aplique R$ 1.000 na poupança, que rende aproximadamente 6% ao ano. Ano que vem você terá R$ 1.060. Isso significa que R$ 1.060 daqui a um ano vale hoje R$ 1.000, ou seja, você descontou este fluxo de caixa por uma taxa, neste caso de 6%. O mesmo raciocínio se aplica a uma empresa, sendo que a taxa, por sua vez, deve refletir o risco do seu negócio e do ambiente no qual ele está inserido.

O outro elemento essencial deste método é calcular o fluxo de caixa futuro (FC), ou seja, quanto aquele negócio irá gerar considerando a entrada em caixa e retirando todos os gastos (seja investimentos ou despesas), ano a ano. Para negócios muito estáveis, pode-se gerar um fluxo de caixa para até 20 anos.

Digamos que você tenha um negócio, cuja perspectiva é gerar em seis anos os seguintes retornos de fluxo de caixa anuais: R$ 300 mil, R$ 400 mil, R$ 500 mil, R$ 600 mil, R$ 800 mil, e R$ 1 milhão, com crescimento de 5% ao ano a partir do sexto ano. Usando uma taxa suposta de 20% ao ano para descontar este fluxo de caixa, este negócio teria um Valor Presente de R$ 4.107,16 (em milhares de reais).

Sendo assim, ter em mãos o valor de sua empresa ajuda você a tomar decisões mais profissionais em negociações. Além disso, esse número pode tornar você um gestor mais focado em estratégias criadoras de valor para guiar a empresa rumo ao crescimento.

Espero que mais este artigo tenha sido útil a você. Toda semana estão publicamos artigos relacionados as finanças de sua empresa. Fique à vontade para compartilhar ele com seus amigos.

Renan Luquini é economista, especialista em economia e finanças pela UENP e mestre em economia regional pela UEL. Professor da Kroton Educacional e da Pós-graduação em Economia Empresarial da UEL. Além disso, é consultor na área de economia e finanças.

O que nos move é a realização do seu sonho!

Menor taxa de juros do mercado para investir na sua empresa